Buscar
  • Carlos Sperandio

Quem tem medo do coronavírus?

Atualizado: Mar 9

Saúde! (como forma de saudação!)


O fato de ser médico me permite antever algumas situações. Acho importante abordá-las, pois dentro da minha própria família tenho visto um medo infundado sobre coronavírus tal qual foi o H1N1 em 2009.


O covid-19 chegou em solo brasileiro. Pela alta taxa de virulência (cada infectado contamina em média outros 2), logo teremos muitos e muitos casos reportados. Por quê? Porque somos latinos e nos encostamos na chegada, na saída e se bobear várias vezes durante a conversa.


É assim que a gripe se espalha todo ano. E sem estresse e sem pânico! O covid-19 não passa de um vírus da gripe vestido com uma máscara de Jason fora do contexto do Halloween.


A chance de pegá-lo existe e dele trazer consequências ruins é mínima (2% dos casos diagnosticados). Aqui cabe uma ressalva: há provavelmente muito mais casos não diagnosticados que passaram batidos, pois não exigiram procura por médico. Logo, a mortalidade é muito provavelmente ainda menor que esses 2%.


Volto a minha família, em que também dizem a máxima: de que adianta ganhar a guerra se meu filho serviu o exército e morreu em batalha? Sim, esse talvez seja o maior medo de todos: cair nos 2%!


Aí, meus amigos, não é evitar o covid-19, mas sim todo e qualquer hábito que nos exponha a doenças infecciosas. Sem beijo e sem dar a mão - e não é falta de educação! Lavar as mãos sempre! Espirros e tossidas devem ser barrados no cotovelo! Evitar aglomerações - Curitiba amanhecendo com 11 graus em pleno começo de março não está ajudando muito… e o mais importante, se estiver doente procure ajuda médica. Isolamento social em "quarentena" tem fundamental papel no início da epidemia!





Logo teremos a investigação com exames confirmatórios só para os casos graves... e o covid-19 cairá no marasmo cotidiano como a violência urbana e a corrupção. Por isso temos que aproveitar o clamor do momento e aprender bem a lição: todos temos papel fundamental - covid-19, influenza, sífilis, HIV, dengue… gastemos nossa energia revendo nossos hábitos.


Deixemos o pavor para os cinemas.

0 visualização

Fale conosco + 55 41 99979 2120

Nossas mídias

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • YouTube
  • Instagram

© 2019 by Dr Carlos Sperandio. Proudly created with Wix.com