Fale conosco + 55 41 999103955

Nossas mídias

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • YouTube
  • Instagram

© 2019 by Dr Carlos Sperandio. Proudly created with Wix.com

Buscar
  • Carlos Sperandio

O papa não é mais pop?

Se você ainda não viu, essa foi uma das cenas mais marcantes da virada do ano:


O que teria levado o Papa Francisco a tomar uma atitude tão diferente da figura calma e carismática que estamos acostumados a ver?


Exercício de imaginação aqui, meramente poético. Como o Papa já tem seus 83 anos, um geriatra poderia elencar algumas hipóteses se isso fosse uma queixa. Finjamos, então, que estamos no multiverso.


- Pois não, Sua Santidade, sou o Carlos Sperandio, médico geriatra, em que posso auxiliar o senhor hoje? - Pois então, meu filho, estou sem paciência e isso nunca aconteceu comigo...

Dizemos na geriatria que um idoso não começa a ser mais chato ou mais bonzinho com a idade e, sim, que as características prévias se exacerbam com o passar do tempo. O Papa Francisco sempre se apresentou como uma pessoa de índole boa. Então é difícil entender a reação dele como sendo algo inerente. Possivelmente ele estava com alguma alteração da sua homeostase.


Se esse comportamento já vinha durando mais dias, nós geriatras pensaríamos que poderia estar havendo alguma alteração orgânica - como a super comum reação a algum remédio que começara a tomar há poucos dias; uma infecção urinária subclínica (mais comum em mulheres); algum dos distúrbios de sódio ou cálcio (causam mais sonolência); uma tireóide hiperfuncionante ou até mesmo algo de errado dentro da cabeça como um tumor ou um hematoma subdural (comum após quedas com batida na cabeça).


Mas se foi algo bem pontual, como parece ter sido, o mais provável foi que o Papa apresentou uma simples resposta-reflexo, não havendo tempo para ativação do seu córtex cerebral e ... pensar! Simplesmente a mulher invadiu seu espaço e ele - por ato-reflexo e visando sua segurança pessoal - literalmente se livrou dela.


Afinal, há risco em ser Papa, como já diria Humberto Gessinger:


O Papa é pop, o Papa é pop (o presidente é pop, um indigente é pop)

O pop não poupa ninguém (nós somos pop também)

O Papa levou um tiro à queima roupa (antigamente é pop, atualmente é pop)

O pop não poupa ninguém (o pop não poupa ninguém)


Se você sentiu saudade do som "O Papa é Pop" do Engenheiros, ou se você nunca tinha ouvido falar dessa música, segue o clipe desse clássico do início da década de 90:


Dica - se você gosta do que escrevo clica ali em cima no Login / Registre-se e receba por email as atualizações dos posts que publico! Um abençoado pelo Papa 2020 a todos!



454 visualizações