Buscar
  • Carlos Sperandio

Mais uma de coronavírus

Conforme a epidemia vai se espalhando, vamos tomando conhecimento de como a doença se comporta em cada parte do mundo. Cada vez mais se sabe que não tem aquela gravidade toda que se presumia, embora tenham existido números expressivos de óbitos relatados em países como Itália (366 mortes) e Irã (194 mortes), além do alarmante obituário chinês 3098 mortos.



A seguir alguns dados retirados do site

https://www.worldometers.info/coronavirus/ que condensa toda a epidemiologia da pandemia.


# nenhum óbito em crianças menores de 9 anos. # baixíssimo óbito em pessoas sem doença prévia (0,9%). # maior risco para pacientes idosos, portadores de doenças cardiovasculares, diabéticos e doenças pulmonares. # 25 casos confirmados no Brasil hoje (08/03/2020), com nenhum caso grave.

Com a pandemia, também surgem informações desconexas. Ficaram famosos na última semana o químico detonando o álcool 70%, o patologista da Escola Paulista de Medicina dizendo que o coronavírus não mata e sim as doenças já existentes e, por fim, o de um áudio de uma médica brasileira que trabalha no norte da Itália dizendo para não se ter pavor porque o vírus mata mais os idosos, portanto sem estresse para “nós“ (não consegui subir o arquivo aqui, quem quiser me manda um whats que compartilho - 41 999103955).


Vamos lá, um a um.


O “químico” ganhou até nota de esclarecimento do Conselho Federal de Química. O patologista pareceu que ainda não tivesse tido acesso aos estudos definitivos dos óbitos, pois aparentemente o que ocorre é sim uma síndrome respiratória causada pelo próprio coronavírus. E a colega da Itália está certíssima em não promover o pânico, mas comete um ageísmo (palavra ainda sem tradução para o português que numa tradução livre minha significa que os idosos são idosos e por isso não se deve preocupar com eles), pois traz uma certa segurança aos mais novos, embora os jovens sejam os carreadores para os mais velhos.


O resumo da história até agora continua sendo - temos que modificar nossos hábitos de contato entre pessoas, pois o contágio só ocorre quando chegamos MUITO PERTO das secreções. Lembrem do excelente vídeo da nona italiana!


Dr Carlos Sperandio Geriatra

0 visualização

Fale conosco + 55 41 99979 2120

Nossas mídias

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • YouTube
  • Instagram

© 2019 by Dr Carlos Sperandio. Proudly created with Wix.com