Buscar
  • Carlos Sperandio

Atenção homens - não se faz mais toque retal como exame de rotina para todo mundo!

Fonte - https://www.uptodate.com/cont…/screening-for-prostate-cancer


Necessitamos, em pleno novembro azul, um pouco de luz da evidência científica mais atual.


Segue o resumo e as recomendações do Up to Date - uma das maiores ferramentas médicas de atualização do mundo.


As melhores evidências disponíveis de estudos randomizados descobriram que o exame de próstata de rotina tem pelo menos um pequeno benefício na redução da mortalidade por câncer de próstata e do risco de desenvolver doença metastática (câncer espalhado). E só.


Sim, é pouco em se considerando outros tipos de exame de rotina para diferentes cânceres como o de intestino e o de mama.


Os benefícios potenciais do exame de rotina devem ser equilibrados com os possíveis danos à qualidade de vida, incluindo os riscos de testes falso-positivos, biópsia da próstata, ansiedade, superdiagnóstico e complicações do tratamento - portanto, deve-se sempre discutir a investigação da próstata com seu médico de confiança!


Para homens de risco médio, muitos médicos não aconselham especificamente a favor ou contra a triagem. Os homens candidatos ao exame de rotina devem se envolver nas tomadas de decisão compartilhadas sobre se escolhem ou não serem avaliados.


As preferências individuais dos pacientes quanto a resultados de saúde específicos são um fator decisivo para determinar se o rastreamento de câncer de próstata. Os auxílios à decisão podem ajudar os pacientes a receber informações consistentes, completas e objetivas, como por exemplo - a maioria dos homens com câncer de próstata irão morrer de outras causas que não o câncer de próstata!


Homens que estão sendo rastreados quanto ao câncer de próstata devem ter uma expectativa de vida de pelo menos 10 anos.


A idade para iniciar a discussão sobre o rastreamento do câncer de próstata depende do risco do paciente para o câncer de próstata.


Usa-se raça, idade e histórico familiar para identificar se um homem está em risco maior ou médio de câncer de próstata.


Nos homens de risco médio, iniciamos a discussão sobre a triagem aos 50 anos.


Para outros homens com maior risco de câncer de próstata, incluindo homens afrodescendentes ou com histórico familiar de câncer de próstata , sugerimos iniciar a discussão sobre triagem aos 40 a 45 anos.


Se a decisão escolhida for a de screening do câncer de próstata, o antígeno específico da próstata (PSA), por si só é o teste mais apropriado para triagem. Sugere-se um intervalo de triagem de um a dois anos. Para a maioria dos pacientes, oferecem-se exames até os 70 anos de idade, parando mais cedo se as comorbidades limitarem a expectativa de vida a menos de 10 anos.


Um paciente com um valor anormal de PSA deve ser encaminhado à urologia para avaliação adicional. Homens com um nível de PSA acima de 7 ng / mL devem ser encaminhados, sem mais testes, a um urologista para avaliação.


Para homens com nível de PSA entre 4 e 7 ng / mL, repete-se o teste de PSA várias semanas depois. Homens com nível repetido de PSA> 4 ng / mL devem ser encaminhados a um urologista para avaliação.


Não se realiza o exame retal digital (DRE) como parte da triagem. No entanto, se um DRE for realizado, homens com nódulo, endurecimento ou assimetria no exame da próstata devem ser encaminhados a um urologista, independentemente do resultado do PSA.


Material compartilhável, vamos difundir informações! A lição que fica é a de sempre: como é importante ter um bom médico que oriente embasado em evidências sua clientela.


#toqueretal #novembroazul #cancerdeprostata #medicinapreventiva




0 visualização

Fale conosco + 55 41 99979 2120

Nossas mídias

  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • YouTube
  • Instagram

© 2019 by Dr Carlos Sperandio. Proudly created with Wix.com